Ver perfil

Certo ou errado?

Impulso News
Certo ou errado?
Por Impulso News • Edição Nº6 • Ver na web
Quando eu era mais novo, achava que havia um único jeito certo de fazer as coisas… Talvez quase todos os seres humanos tenham passado por essa fase na vida. Algo me diz que não estou sozinho nessa. Quando eu comecei a HE:labs em 2010, eu achava que havia um único caminho para ser um programador de sucesso. Acreditava que o eXtreme Programming, incluindo o TDD, era a única metodologia que sempre iria funcionar.
O XP acabou sendo a base da metodologia de trabalho que criamos na HE:labs e aplicamos durante muitos anos em nossos projetos. A parte boa era que a nossa metodologia realmente funcionava e tinha resultados excepcionais para determinados tipos de projetos. A parte ruim é que ela limitava os tipos de projetos que poderíamos pegar. Ela também limitava os tipos de profissionais que poderíamos ter na equipe. Eram necessários profissionais que tivessem determinadas soft skills, ou pelo menos o desejo de desenvolvê-las. Não poderíamos nos limitar a isso.
Uma empresa não é necessariamente certa ou errada, boa ou ruim, por ter uma estrutura hierárquica rígida e um ambiente com pouca autonomia. Também não é necessariamente certa ou errada, boa ou ruim, por ter uma estrutura flat e um ambiente aparentemente caótico. Tudo que se precisa é encontrar as pessoas certas que tenham fit com cada um desses ambientes para que as engrenagens se encaixem da melhor maneira possível e tudo funcione em harmonia, seja qual for essa harmonia… Seja o rock, o funk, a música clássica ou o sertanejo universitário.
O matchmaking de perfis profissionais em tecnologia é complexo. Estamos num cenário onde, mesmo com crises, seguimos em pleno emprego. Os profissionais, sobretudo os mais novos, buscam cada vez mais conexão do trabalho com seus propósitos. Sofremos com a evasão de profissionais para o mercado estrangeiro, que paga altas crifras em dólar. Não posso criticar, fiz o mesmo entre 2006 e 2010, antes de abrir a HE:labs, trabalhando para empresas no Vale do Silício.
Contratar pelos hard skills e demitir pelos soft skills está saindo muito caro para todas as empresas. Não precisa ser assim.
Conteúdo original em 07/07/2020.

 

Curtiu essa edição?
Impulso News

Conteúdos sobre Inovação, Liderança, Transformação Digital e Business Agility, escritos e selecionados especialmente por Sylvestre Mergulhão, Karine Silveira e Rafael Miranda.

Se você não quer mais receber essa newsletter, por favor cancele sua assinatura aqui.
Se você recebeu essa newsletter de alguém e curtiu, você pode assinar aqui.
Curadoria cuidadosa de Impulso News via Revue.
Rua da Glória, 190, Sala 1002, Rio de Janeiro, RJ